Ufa, finalmente a receita de Pan de Muerto que fiz logo após voltar na minha viajem à Cidade do México. Antes tarde do que nunca né mesmo? Façam aí, é fácil, delícia e nem precisamos de uma data especial para aproveita-la.

O Pan de Muerto é consumido na época das comemorações do Dia de Los Muertos que acontecem de 30 de Outubro a 2 de novembro. Nessa data os mexicanos celebram seus entes queridos montando altares super coloridos e fazendo as comidas preferidas do morto em questão. Acredita-se que é nessa época que os mortos voltam para visitar seus familiares.

As celebrações remontam os povos mesoamericanos muito antes da colonização espanhola católica. A data é tão importante que em 2003 o Dia de Los Muertos foi declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco.

pan de muerto ingredientes

Ingredientes pra a massa

250 gr de farinha de trigo, + 2 colheres de sopa para desgrudar a massa.

60 gr de açúcar.

5 gr de sal.

6 gr de fermento biológico seco. Aquele fermento de saquinho para pão.

50 gr de manteiga em cubos, temperara ambiente para a massa.

2 ovos

1 gema de ovo para pincelar os pães antes de assar.

25 ml de leite.

Raspas de uma casca de limão.

1 colher se café de essência de baunilha.

Ingredientes para finalizar.

25 gr de manteiga derretida para pincelar os pães depois de assados.

50 gr de açúcar cristal para polvilhar os pão depois de assados.

 

Modo de Preparo

Numa superfície plana, misture a farinha, o fermento, o açúcar, abra uma cova no centro e acrescente os ovos e a manteiga. Vá misturando os ingredientes.

Agregue o extrato de baunilha e as raspas de limão, misture até obter uma massa homogênea que desgrude das mãos, se houver necessidade pode acrescentar até 2 colheres de farinha para massa desgrudar das mãos. Deixe a massa crescer coberta com um pano até dobrar de tamanho.

Divida a massa em 5 porções, molde 4 pães, coloque em forma untada com manteiga. Com a última poção molde os ossinhos que enfeitarão os 4 pães. Deixe crescer novamente por 15 minutos.

Para assar pincele uma gema de ovo sobre os pães. Asse por 25 a 30 minutos em forno médio. Retire do forno, com eles mornos ainda pincele manteiga derretida e polvilhe açúcar cristal. Eles podem ser comidos puros ou recheados com doce de leite.

Os lindos altares que encontrei por lá

E aqui o vídeo com algumas dicas da receita

Follow:

Toda viagem é sempre a mesma coisa, voltamos com saudades de alguma coisa que comemos muito, quase todos os dias ou que marca de alguma forma o espirito dos lugares que estivemos. Nessa nossa viagem para a Escócia e Inglaterra foram duas comidas que nos marcaram, os scones, pequenos pãezinhos amanteigados para comer com clotted cream e geléia que acompanham o chá inglês e o millionaires shortbread, que é um doce de três camadas, massa crocante amanteigada, caramelo e chocolate.

Fiz uma rápida votação no snapchat sobre qual receita deveria publicar aqui e quem ganhou foram os scones então vamos a ela!

p.s. obrigada por todos os votos!

scone01

scone02

scone03

Essa receita é do infalível livro Sarabeth’s Baker minimamente adaptada por mim.

Ingredientes

¾ de xícara de leite integral

2 ovos

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher de sopa + 1 colher de chá de fermento em pó

2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro

¼ de colher de chá de sal

140 gr de manteiga sem sal bem gelada cortada em cubos

1 ovo bem batido para pincelar os scones antes de assar

Modo de preparo

  1. Ligue o forno na temperatura máxima para pré aquecer.
  2. Misture bem com um batedor de arame ou garfo os ovos, o leite e reserve.
  3. Na tigela de um processador de alimentos com a lâmina de massa coloque todos os ingredientes secos e os misture com uma colher, acrescente a manteiga em cubos e cubra com os secos antes de processar. Pulse umas 4 ou 5 vezes até a mistura adquirir um aspecto de farofa, isso só acontecerá se a manteiga estiver bem gelada e for manteiga verdade, não use margarina pois a receita dará errado.
  4. Ligue o processador na velocidade mínima e acrescente os líquidos, assim que estiverem incorporados desligue o processador, essa massa não pode bater muito.
  5. A massa fica bem úmida e pegajosa, transfira-a para uma superfície bem enfarinhada e polvilhe cerca de 2 colheres de sopa de farinha, o suficiente para manusear sem grudar. Junte a massa numa bola uniforme, sem trabalhar muito a massa, o interior dela deve continuar bem úmido.
  6. Abra a massa com um rolo na espessura de 1,5 cm.
  7. Use um cortador de scones ou redondo de aproximadamente 6,30 cm (2 ½ inch) de diâmetro. Corte os scones e os acomode numa forma forrada com papel manteiga com um espaço de uns 4 cm entre cada um, pincele com o ovo batido, não deixe escorrer pelas laterais, pincele apenas a parte superior.
  8. Leve imediatamente ao forno, abaixe a temperatura para 200° C e asse até ficarem dourados, cerca de 20 minutos. Sirva morno ou frio com geléias e clotted cream*

* Clotted cream é um creme de leite fresco evaporado até chegar na consistência de um creme bem espesso, após a evaporação sobra praticamente só a gordura do creme de leite. O que mais se aproxima à ele aqui no Brasil são as natas consumidas no sul do país como acompanhamento de bolos e tortas doces.

Follow:

Passamos 15 dias na Italia e muito provavelmente comemos Tiramisu em 10 deles, lógico que ao final escolhemos o nosso preferido.

Encontramos ele em Veneza numa pequena loja chamada i Tre Mercanti aberta em 2007, passamos três dias na cidade e fomos à loja todos os dias. Os Tiramisus são feitos diariamente de hora em hora e dentro de uma cozinha envidraçada bem na frente da loja. Além de ter doces incríveis essa loja vende vinhos, temperos e ingredientes muito bons, além de café e um ar condicionado maravilhoso para quem viaja à Veneza no verão.

 

recita de tiramisu i Tre Mercanti i Tre Mercanti

Essa receita abaixo é a que tenho feito à bastante tempo, não leva ovos o que deixa o doce bem leve e sem cheiro forte. Açúcar também uso pouco, se você gostar de doce mais doce é só colocar mais no chantilly.

Ingredientes

500 ml de creme de leite fresco
1 de colher de chá de essência ou pasta de baunilha
3 colher de sopa de açúcar
500 gr de queijo mascarpone
400 ml de café bem forte ou expresso sem acúcar
25 ml de rum/ vinho marsala (muitas vezes faço sem)
18 a 20 unidades de biscoito champagne
Cacau 100% para polvilhar

Modo de preparo

Misture o creme de leite bem gelado com a baunilha e o açúcar e bata até obter um chantilly firme, reserve. Bata o queijo mascarpone por uns 2 minutos até ficar cremoso. Misture com uma espátula o mascarpone e o chantilly até incorporar bem.

Misture o café com rum ou vinho, dividir cada biscoito em 3 partes, passar os biscoitos pela mistura, montar em copos, creme, 1/3 do biscoito, creme, 2/3 do biscoito, creme, levar a geladeira por no mínimo duas hora ou até o momento de servir, polvilhar o chocolate no momento de servir.

O Tiramisu pode ser montado numa travessa única com os biscoitos champagne inteiros como um pavê tradicional.

receita de tiramisu
Follow:

O drink portônica é sinônimo de verão no Porto. E é sempre a mesma história, voltamos de viagem e bate aquela saudade de uma bebida ou comida que nos marcou. Sempre acabo voltando com alguma nova receita que com o passar do tempo incorporo no nosso dia-a-dia.

Essa experimentei assim que pisei no Porto, foi o drink de boas vindas que o hotel Pestana da Praça da Ribeira nos recebeu e tomamos todas as tardes que passamos na cidade e virou a “receita da viagem”.

Não deixem de cotar o Pestana na sua próxima viagem ao Porto, a localização é incrível e o hotel é ótimo.

Receita da Viagem será uma categoria aqui no blog onde vou publicar todas receitas das comidas e drinks que marcaram nossas viagens.

receita de portônica drink da cidade do Porto

Esse drink é perfeito para o verão.

Receita

Num copo de long drink:

  • coloque gelo.
  • 3 folhas de hortelã
  • 1 fatia de limão
  • encha 2/3 do copo de vinho do Porto branco
  • complete o restante com tônica Schweppes.

Fica delicioso e super refrescante.

Follow: