Bauhaus em Dessau e Berlim

Bauhaus em Dessau e Berlim 

Visitar a Bauhaus em Dessau e Berlim foi a realização de um sonho. Mas primeiro vem descobrir comigo o que foi a Bauhaus e qual a sua importância até os nossos dias.

Com certeza você já viu alguns desses móveis sendo vendidos em grandes redes de lojas de móveis. Eles foram pensados e desenhados pela Bauhaus. Além de uma centena de objetos como luminárias, talheres, jogos de pratos, xícaras enfim tudo o que usamos em nossa vida cotidiana tem um dedo da Bauhaus. Foram eles os grandes pensadores do novo design de objeto, pensado para ser produzido em escala industrial. Com qualidades de forma e função e podendo serem usados do trabalhador braçal até as camadas mais ricas da sociedade igualmente.

Na arquitetura uma nova forma de morar estava sendo pensada, soluções de projetos mais racionais, métodos construtivos mais rápidos e acessíveis. Tudo isso para atender a nova demanda que a vida moderna exigia.

bauhaus em dessau e berlim

O que é Bauhaus?

Bauhaus foi uma escola de arquitetura, artes e ofícios, fundada em 1919, após a 1a. Guerra Mundial na cidade de Weimar na Alemanha. Nesse período a República de Weimar designação histórica da Alemanha no período entre guerras buscava modernizar e desenvolver sua produção industrial para se equiparar ao desenvolvimento industrial da Inglaterra. A Bauhaus manteve suas atividades até 1933 tendo sido fechada pelo regime nazista pouco antes do início da 2a. Guerra Mundial. Durante seus quatorze anos de existência a Bauhaus passou por três cidades, Weimar, Dessau e Berlim.

Walter Gropius, arquiteto, fundador e primeiro diretor da Bauhaus, organizou a escola convidando artistas das mais variadas áreas para compor o corpo docente. Pintores, tecelões, arquitetos, escultores, escritores, estilistas, artesões e designers tinham a missão de criar a nova era do pensamento criativo, o que hoje chamamos de Modernismo.

Gropius dizia que o bom desenho (ou design), poderia reestruturar a sociedade alemã de maneira democrática. A famosa afirmação dele que “a forma segue a função” traria esse resultado. Na escola os alunos eram estimulados a experimentar as mais diversas vertentes das artes, do pensamento criativo e se despir das amarras sociais para só assim criar um pensamento livre e realmente novo.

Bauhaus em Dessau

Em 1925 a Bauhaus muda para a cidade de Dessau, região com um polo industrial grande e na época carente de moradia e institutos de pesquisa. É em Dessau que hoje podemos visitar os edifícios da escola. Um complexo de prédios de ateliês, auditório e moradia estudantil. É emocionante visitar esses edifícios onde o pensamento criativo foi tão profundamente estimulado.

Após visitarmos o complexo seguimos a pé, 30 minutos de caminhada, para a vila de casas destinadas aos mestres projetadas por Walter Gropius em 1926. 

Vila dos Mestres

Essas residências foram o resultado dos estudos para uma nova forma de morar, menos rebuscada e mais prática como os tempos modernos exigiam. As casas foram restauradas e algumas completamente reconstruídas como é a caso da Haus Gropius, destruída durante a guerra.

As casas de Walter Gropius e László Moholy-Nagy foram inteiramente mobiliadas com peças desenhadas por Marcel Breuer. Podemos ver alguns desses móveis em exposição. Todas as casas foram equipadas com os eletrodomésticos mais modernos da época. As cores internas das residências foram desenvolvidas por Paul Klee e Kandinsky seguindo os conceitos de seus trabalhos.

Passear por essas casas e imaginar artistas incríveis vivendo e produzindo ali foi incrível. Sentir um pouco de como todo pensamento moderno da arquitetura começou, perceber como até hoje a nossa forma de morar está relacionada ao que essa escola criou foi incrível. Outros moradores famosos da vila são: László Moholy-Nagy, Lyonel Feininger, Georg Muche, Oskar Schlemmer, Wassily Kandinsky and Paul Klee, com suas famílias.

Bauhaus em Berlim

Em 1932 a Bauhaus deixa Dessau e é transferida para uma fábrica desativada em Berlim. Após apenas um ano em abril de 1933 a Bauhaus é encerrada pela Gestapo. O prédio atual de Berlim, projeto de Walter Gropius foi inaugurado em 1979 para abrigar exposições e o acervo original da escola. 

Com previsão de inauguração para 2022 está em obras um novo edifício anexo ao prédio original, ele irá abrigar os novos espaços expositivos.

Aqui duas dicas de livros para quem quiser se aprofundar mais no assunto. O da Magdalena Droste é excelente, muito bem ilustrado e traça um panorama ótimo do que foi a Bauhaus. O de José Olympio foca em detalhes sobre Walter Gropius.

Bauhaus 1919 1933 de Magdalena Droste ou Walter Gropius e a Bauhaus de José Olympio

Aqui algumas frases famosas de Mies Van der Rohe, diretor da Bauhaus de 1930 até seu fechamento em 1933, que eu adoro.

Ser bom é melhor que ser original.

Menos é mais.

A arquitetura é a vontade de uma época traduzida em espaço.

Negamo-nos a reconhecer os problemas da forma, só aceitamos os problemas da construção. A forma não é o objetivo do nosso trabalho, mas apenas o seu resultado. A forma não existe por si mesma.

Como visitar

Dessau

De trem 1:30h de duração partindo da Berlin Hauptbahnhof (estação central). Comprei um bilhete que dava permissão para até 5 passageiros, ida e volta, com horário flexível por cerca de 32 euros. Os trens partem de hora em hora tanto de Berlim quanto de Dessau. Esse bilhete múltiplo saía mais barato do que duas passagens avulsas ida e volta. É só se dirigir aos guichês de atendimento e solicitar. Todos os atendentes falam inglês.

Bauhaus Dessau os tickets de visita podem ser adquiridos com antecedência no site da Bauhaus, existem vários tours guiados. Eu fiz a visita sem guia mas indico o passeio guiado para quem não é familiarizado com arquitetura. Eu comprei o tíquete que dava direito a visitar todos os prédios e casas dos professores.

Para quem quiser pernoitar em Dessau pode reservar um dos quartos disponíveis no antigo prédio de moradia dos estudantes. Pretendo fazer isso da próxima vez para poder conhecer as outras construções da Bauhaus na cidade.

Dentro do prédio principal tem um café com opções de sanduíches e saladas, foi nele que almocei. A outra opção é o Bauhaus Canteen, restaurante instalado no antigo refeitório dos alunos situado atrás do palco do anfiteatro.

Berlim

Bauhaus Archiv Museum Importante acessar o site para programar sua visita, atualmente o edifício está em reforma e reabrirá em 2019 por ocasião do centenário da Bauhaus.

Aproveite para ler o post com minha lista de restaurantes em Berlim.

RESTAURANTES EM BERLIM, COMER GASTANDO POUCO

 

Bauhaus em Dessau e Berlim Bauhaus em Dessau e Berlim Bauhaus em Dessau e Berlim Bauhaus em Dessau e Berlim Bauhaus em Dessau e Berlim 

Follow:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.