Chicago, onde comer, visitar e se hospedar. Essa é a primeira vez que faço um post assim geral de uma cidade. Tinha um documento aqui guardado para enviar para os amigos que sempre me pediam dicas de Chicago então resolvi dar uma revisada e publicar inteiro, assim de supetão num único post. Se vocês gostarem desse formato deixem comentários aqui no post, vou amar saber a opinião de vocês.

Melhor época para conhecer Chicago.

Os meses que indico para visitar a cidade são de meados de Abril até meados de Outubro, evitando assim os meses de inverno rigoroso e em Chicago ele é muito rigoroso mesmo com muita neve e temperaturas por volta dos -30 graus. Setembro é um bom mês, com temperaturas entre 18 e 22 graus.

Chicago também chamada de Windy City, fica às margens do lindo e enorme Lago Michigan no estado de Illinois. Famosa pelo Blues, brigas entre gângsters e deep dish pizza é umas das cidades mais modernas dos Estados Unidos. Parques, museus, arquitetura, excelentes restaurantes e lojas ótimas fazem dela um excelente destino turístico.

 

Chicago, onde comer.

  • Girl & The Goat, badaladinho é legal ficar tomando drinks no bar enquanto espera mesa. Na mesma rua dele tem vários outros points legais de Chicago. O esquema é pedir várias porções para dividir. Comida e drinks ótimos.
  • Ralph Lauren Bar and Grill, lindo e chique! Pra almoçar por um preço bom, acredite se quiser, fica na Chicago Ave. A comida é ótima e as porções grandes. Não fiz reserva nenhuma das duas vezes que fui e tive sorte de conseguir uma mesa bem rápido. Pertinho dele, de frente para a praça da Old Watertower tem um loja incrível dos chocolates Hershey’s e outra dos chocolates Ghirardelli.
  • The Purple Pig, delicioso, bem descontraído e com decoração lindinha. Sempre tem uma fila de espera, mas vale à pena. Os pratos são porções para dividir também. Fica na Michigan Ave bem ótima opção para quando estiver passeando pela região.
  • Chicago Athletic Association Hotel pra café da manhã delicioso ou um drink no roof top com vista pro parque. Vale a visita para ver a decoração incrível do hotel, a temática é o esporte.
  • The Original Pancake House, lugar super tradicional e barato, como o próprio nome diz, uma casa de panquecas com muito bacon, maple syrup e ovos mexidos, café da manhã típico americano. Uma casinha antiga, no meio de Gold Coast. Aproveite para passear pela região cheia de lojas incríveis de luxo.

Chicago - Onde comer, visitar e se hospedar

  • Firecakes Donuts, micro lojinha de donuts de comer ajoelhado no milho chorando. Dezenas de sabores, feitos diariamente. O cappuccino também é ótimo.
  • Pizza Uno, para comer a tradicional deep-dish pizza, o Ale não gostou eu gostei, então nessa você decide 😉 É uma pizza que mais parece uma torta com muito molho de tomate bem denso e muito, muito queijo. Ahhh o molho fica por cima do queijo!

 

Chicago, o que visitar, tours e museus

  • Frank Lloyd Wright tour. Passeio de quase o dia inteiro dependendo do tour que você escolher. Escrevi um post completo sobre ele aqui: Tour Frank Lloyd Wright em Chicago. Outra opção é  fazer apenas o tour da Home & Studio e depois pegar um mapa que eles fornecem e passear a pé por Oak Park passando na frente das outras casas, a casa dele é a única aberta ao público no bairro.
  • Tour de Arquitetura pelo Chicago River é um dos passeios imperdíveis para quem gosta de saber a história da cidade e seus edifícios. Os tickets devem ser comprados com antecedência no site Chicago Architecture Center

Chicago - Onde comer, visitar e se hospedar

  • Fui no Driehaus Museum que é a antiga mansão de Samuel e Matilda Nickerson, ele foi o responsável pela fundação do Art Institute. Matilda foi presidente do Antiquarian Society of the Art Institute que tinha como missão apoiar as artistas e artesãs mulheres. A casa por si só é maravilhosa e o passeio é rápido, em torno de uma hora. Gostei muito de conhecer a casa e um pouco mais da história de Chicago e alguns personagens importantes.
  • Art Institute Chicago, um dos melhores museus que já visitei, além do acervo incrível o edifício anexo projetado pelo arquiteto Renzo Piano é magnifico.

Região da Magnificent Mile e além.

  • Andar pela região da Magnificent Mile, com lojas lindas, bons restaurantes e cafés.
  • Navy Pier tem uma vista super bonita de Chicago, a praça de alimentação não gostei mas a vista do skyline da cidade à partir do píer é linda e vale à pena.
  • John Hancock Observatory o percurso de entrada conta a história da cidade de Chicago, é bem legal e a compra do ticket na hora, foi super tranquila, tem um pequeno shopping nos primeiros andares do prédio, muito bom.
  • Para os amantes da arquitetura, continuando subindo a Michigan Ave vc chegará no 1100 N Lake Shore Building e vai chorar nesse projeto do Mies Van Der Rohe. Continuando a caminhada para esquerda você estará na parte mais antiga de Chicago, lojas de luxo e town houses fofas, o bairro se chama . A Oak Street é a principal. O Pancake House fica aqui perto numa casinha super antiga e fofa.

Millenium Park e Loop

  • Passear pelo Millenium Park para ver a escultura Cloud Gate de Anish Kapoor, o Jay Pritzker Pavilion projetado por Frank Gehry e a Crown Fountain. O Art Institute Chicago  fica nessa área também.
  • Aproveite para entrar no Chicago Cultural Center, pode entrar de graça para ver as rotundas maravilhosas projetadas pelo Tifanny, o fundador da joalheria.
  • Observe as esculturas de rua do Picasso e Miró, os edifícios institucionais de Chicago todos projetados pelo Mies Van Der Rohe, na praça do prédio do correio fica o Miró, uma quadra para trás do correio fica o Rookery Building que teve projeto de reforma de Frank Lloyd Wright e onde fica o Trust. Aqui é tudo muito perto, então fazendo um bom zigzag por essas quadras você conseguirá ver todas essas obras.
  • Entre na loja Macy’s que fica no histórico Marshall Field and Company Building.
  • Ande de metrô no Loop, é bobinho mas divertido. O Loop é o quadrado formado pelos trilhos do metro suspenso, que aparece em todos os filmes.

Chicago, onde se hospedar

  • The Langham Hotel, é super bem localizado, perto das principais atrações e museus, às margens do Chicago River. O hotel é lindíssimo, quartos espaçosos e café da manhã delicioso. O bar á noite também é ótimo para um drink antes ou após o jantar. Vale pelo menos entrar para conhecer o looby e bar. O edifício é projeto do Mies van Der Rohe e foi reformado pelo neto dele para ser transformado em hotel. O serviço de concierge foi incrível e conseguiu reservar todos os restaurantes que pedi e estavam super lotados.

 

Ainda faltou muita coisa pra fazer, mas isso é um bom apanhado geral.

E como última dica aproveite para fazer compras em Chicago, as lojas são bem mais vazias do que em NYC e sempre tem a grade completa de modelos e tamanhos além de promoções.

 

Chicago, onde comer, visitar e se hospedar. Chicago, onde comer, visitar e se hospedar. Chicago, onde comer, visitar e se hospedar. Chicago, onde comer, visitar e se hospedar. Chicago, onde comer, visitar e se hospedar.

Chicago, onde comer, visitar e se hospedar

Follow:

O 25Hours Bikini Hotel em Berlim é um exemplar do que está sendo chamado de millennial hotel e eu amo essa proposta. Tendo isso em mente garanto que você vai amar se hospedar nesse hotel que é a cara da Berlim atual.

Uma breve explicação sobre o que é um Millennial Hotel

Hotéis contemporâneos, com uma proposta jovem. Então não espere um ambiente tradicional.

São hotéis que oferecem além de conforto e bom serviço, uma internet gratuita e super veloz, decorações com a clara proposta de serem altamente instagramáveis (amo muito). Ambientes de lobby e bares abertos aos não hóspedes sem que isso afete a privacidade dos hóspedes. Muitos tem lounge com cafés e ambientes para reuniões de trabalho no melhor estilo coworking.

São preocupados e realizam ações para minimizar a geração de lixo. Usam produtos de higiene orgânicos. Em seus restaurantes dão preferencia aos fornecedores de alimentos locais. Pratos vegetarianos e veganos figuram em seus cardápios com naturalidade.

Podem ser de qualquer categoria, inclusive luxo, como é o caso do 1 Hotel Brooklyn Bridge, onde me hospedei em 2017.

25Hours Bikini Hotel

A localização achei ótima, no coração da Berlim Ocidental ao lado da estação Bahnhof Zoologischer Garten onde inclusive tem terminal de ônibus com linha direta para o aeroporto, mega prático. E com uma das vistas mais incríveis para Tiergarten e o Zoologischer Garten.

Para quem gosta de compras é um prato cheio, o Bikini Beriln, onde fica o hotel, é um complexo de lojas inaugurado em 1957 e foi revitalizado em 2014. A seleção de lojas e novos designers é incrível, além de muitas opções de restaurantes. Para quem é de São Paulo o complexo lembra bastante o Conjunto Nacional na Avenida Paulista.

25hours bikini hotel

Pertinho também da Tauentzienstraße , rua com muitas lojas que amamos, Adidas, Nike, Zara, Uniqlo, Lego Store, & Other Stories, Douglas ( a Sephora alemã) e a Incrível KaDeWe, a loja de departamentos mais chique da Alemanha.

Ele não fica no bairro badaladinho de Berlim, o Mitte mas com a incrível malha de metrôs, trens e trans isso não foi problema. Meu sonho morar numa cidade com um sistema assim. Para traçar os trajetos sempre uso o google maps e foi uma facilidade.

Algumas facilidades, internet rápida e gratuita em todo o hotel, modem wifi gratuito para os hóspedes usarem na rua. Bicicletas gratuitas, Minicooper à disposição, precisa agendar o uso do carro. Conta também com academia e sauna.

O Quarto

O meu quarto era um Jungle L, os Jungle tem vista para o parque e os Urban vista para a cidade. Quarto bem confortável e espaçoso com ambiente de estar com sofá, poltrona e rede de balanço. Cama no estilo tatame no chão, isso é importante saber, nem todo mundo gosta. Banheiro integrado ao quarto, com banheira separa da ducha, item importante também. Frigobar com os essenciais, águas saborizadas, sucos e vinhos. Nichos para guardar roupas e varão com cabides.

Minha única crítica ao quarto foi com relação à péssima iluminação da pia do banheiro. Durante o dia eu me maquiava próxima à janela e à noite tinha que acender a lanterna do telefone. Um verdadeiro pesadelo para quem gosta de se maquiar e um perigo para os homens que tem que se barbear na semi escuridão.

O NENI Restaurant

O NENI também está em alta em Berlim, fica ao lado do Monkey Bar portanto com uma vista linda da cidade. Eu só o frequentei no café da manhã que funciona no sistema buffet. São duas ilhas, uma com as opções quentes, com ovos, salsichas, bacon, tomates e batatas. A outra com queijos divinos, frios, iogurtes, geléias e muitos pães doces e salgados. Aliás voltei apaixonada pela panificação alemã.

O Monkey Bar

O bar do rooftop vive lotado e a fila para entrar está sempre cheia não importa o dia da semana mas os hóspedes tem acesso direto usando a chave do quarto. Um balcão de bar enorme no centro e várias poltronas,  almofadas e pequenas mesas funcionam no esquema sentem-se onde tiver lugar. Mesmo que você não se hospede no hotel vale à pena ir ao bar, mega animado.

O Lobby

Eu amei o lobby que funciona como um grande espaço de convivência. Vários sofás, redes, almofadas estão espalhados por todo ele. Computadores e impressoras à disposição dos hóspedes. Tem também um pequeno café que serve sanduíches, bolos, bebidas quentes e alguns drinks e vinhos. Além da loja fofa do hotel com uma curadoria de produtos bem ótima.

E aqui o post sobre os restaurantes que fui em Berlim.

Restaurantes em Berlim, comer gastando pouco.

Follow:

Onde se hospedar em Trancoso? Minha resposta é no Quadrado e vou explicar o por quê.

Porquê o Quadrado é um charme sem fim. É para o Quadrado que todos vão no fim do dia para passear, jantar e ver o tempo passar. Onde estão os melhores restaurantes de Trancoso, lojas, sorveterias, cafés, docerias. E nada mais prático do que você terminar a noite e estar à apenas alguns passos do seu hotel ou pousada.

Existem basicamente duas áreas de hospedagem em Trancoso. As pousadas e hotéis nas praias tendo-se dessa forma que usar taxi à noite para ir e vir do Quadrado, não aconselho fazer o trajeto a pé a noite. E as pousadas e hotéis no Quadrado e arredores dele.

Eu gosto de me hospedar no Quadrado e ir a pé para a praia durante o dia que é bem tranquilo. Se você não quiser descer á pé tem a opção de taxis que fazem esse trajeto durante todo o dia.

Mas vamos ao que interessa, as minhas dicas de onde se hospedar em Trancoso. Visitei várias pousadas e casas durante o Carnaval e montei essa lista com o que achei de mais legal e charmoso.

Pousadas no Quadrado

Casas da Silvana

A Silvana é talvez uma das mais antigas empreendedoras do Quadrado, desde 1981 é dela um dos melhores restaurantes do Quadrado, o Silvana e Cia., ela também é proprietária do Silvana e Cia. Praia na Praia dos Coqueiros e para finalizar possui um conjunto de chalés no Quadrado para alugar. Quase ao lado do restaurante. Visitei alguns deles pois uma amiga minha estava hospedada num deles. Todas as suítes são decoradas com bastante charme, tem ar condicionado, wifi, cozinha completa. Opção legal para famílias.

Silvana & Cia.

Hospedaria do Quadrado

A Hospedaria do Quadrado é uma pequena pousada de apenas 4 charmosas suítes. Quartos confortáveis e espaçosos, equipados com frigobar, wifi e ar condicionado. Servem o café da manhã na mesa externa no Quadrado, mais delicia impossível.

Hospedaria do Quadrado

Segredos de Trancoso

A Segredos de Trancoco é a última propriedade do Quadrado, fica ao lado da Igreja e tem a vista mais sensacional do mar. São apenas 4 chalés, pequenas casinhas caiçaras com terraços, varandas e um charme absurdo. A piscina é de tirar o fôlego. O café da manhã é servido em cada casa.

Segredos de Trancoso

UXUA Alma

O que falar da UXUA, simplesmente a melhor e mais luxuosa pousada de Trancoso, farei post exclusivo contando tudo sobre ela e todos os serviços maravilhosos que oferece. E luxo entenda como serviço impecável, decoração de imenso bom gosto, roupa de cama e banho Trousseau, tudo bem maravilhoso mesmo. Mas por enquanto deixo aqui uma das casas no Quadrado que é administrada pela UXUA. Eles tem um portfólio com várias casas de diversos tamanhos, todas impecavelmente decoradas e equipadas. Algumas casas tem piscina privativa, todas com wifi, serviço de camareira e arrumação diária e óbvio ar condicionado.

UXUA casa hotel & spa

Casa Anderson UXUA

Capim Santo

A Capim Santo também é uma das mais antigas e tradicionais do Quadrado, a entrada fica num beco no final da praça, são 20 acomodações divididas em bangalôs, apartamentos e suítes. Todos de um bom gosto incrível e com a cara de Trancoso. A piscina é linda, oferece transfer in/out aeroporto, academia e estacionamento se você preferir alugar um carro em Porto Seguro. O restaurante é um caso à parte, oferece o melhor buffet de café da manhã, aberto também a não hóspedes e à noite o jantar com música boa ao vivo é um dos programas imperdíveis. Para o jantar é sempre bom ligar no dia anterior e fazer reserva. E se você quiser ter um gostinho de Trancoso em São Paulo vá almoçar no Restaurante Capim Santo, Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471 telefone 11-3089-9500 / 98189-0082.

Capim Santo

 

Casas da Lia

Num único e enorme terreno estão espalhadas as diversas casas e bangalôs da Lia. Para quem tem uma familia grande ou pensa em viajar com grupo grande de amigos é uma opção ótima. Imagina fechar todas as acomodações para o seu grupo? Tem wifi, piscina, ar condicionado, serviços de arrumação, cozinheiras e segurança. A entrada fica na última rua do Quadrado, a descida para a praia, pertinho da igreja.

Casas da Lia

Morena Casa e Hotel

Uma opção mais simples e por isso com um preço mais acessível mas cheia de charme também. A Morena Casa e Hotel também fica de frente ao Quadrado. São Suítes e Casas completas de diversos tamanhos que dividem o mesmo jardim com vista incrível para o mar. Com todas as comodidades, wifi, ar condicionado e café da manhã incluído na diária que pode ser servido na sua casa ou na área comum.

Morena Casa e Hotel

E aí, já sabe onde se hospedar em Trancoso?

 

 

 

Follow:

Quando comecei a pesquisar hotéis em Washington logo percebi que a localização que queria era Georgetown e pesquisando pela região achei o Rosewood Georgetown.

O bairro

O hoje bairro, foi até 1871 um município independente e mais antigo que a própria cidade de Washington. A arquitetura colonial americana com suas construções coloridas de madeira é a grande responsável por todo o charme de Georgetown.

Apesar de ficar afastado de downtown Washington e de todos os museus e principais atrações turísticas da cidade o acesso é muito fácil e rápido. De taxi cerca de 15 minutos ou ônibus que usei algumas vezes e foi super prático.

Não me empolguei muito com Washington e se não fosse a nossa hospedagem em Georgetown nossa estadia na cidade teria sido um completo fiasco. A cidade é bonita, limpa e organizada mas mas não nos conquistou. Achei sem charme, sem pulsação. Estava com expectativas muito altas, valeu a viagem mas é uma cidade que não voltaria novamente.

Georgetown em compensação é charme que não acaba mais. Um dos bairros mais caros da região, concentra em suas principais ruas e avenidas lojas de grandes marcas, bares, cafés charmosos e restaurantes. Passear e jantar por ali foi o nosso programa todos os fins de tarde e noites que estivemos na cidade.

O bairro é delimitado em um dos seus lados pelo Georgetown Waterfront Park às margens do Rio Potomac. Lugar lindo para passear no fim do dia e praticar esportes.

O hotel

O Rosewood Georgetown é um hotel pequeno, bem no coração do bairro às margens do C&O Canal. São só 49 quartos. A rede Rosewwod assumiu o hotel em abril de 2016.

Ele tem um bar no rooftop bem gostoso para um drink ou uma refeição rápida. A piscina é bem pequena e no meio do rooftop, não achei convidativa. Tem também uma academia bem pequena mas com equipamentos novos e muito bons.

O check-in é feito no pequeno hall em frente aos elevadores, achei simpático mas um pouco demorado. Adjacente aos elevadores fica uma sala de estar/leitura super confortável. Café Illy, água, macarrons, frutas e croissants ficam à disposição dos hospedes o dia inteiro sem custo adicional nessa sala.

O quarto

Todos os quartos do Rosewood Georgetown tem piso de madeira, amo. Cafeteira Illy com capsulas cortesia, amo mais ainda. O frigobar tem uma variedade ótima de bebidas e os snacks são todos muito bons. São dois os serviços de arrumação, o da manhã e o turn down em ambos eles reabastecem garrafas de água mineral cortesia. Tipo de coisa simples que todos os hotéis deveriam adotar, água de graça para os hóspedes.

Banheiros muito confortáveis e espaçosos, inteiros de mármore. Iluminação ótima, para quem faz maquiagem esse é um item importantíssimo! Amenities Bottega Veneta em tamanhos ótimos, sabonetes grandes tanto na pia como no chuveiro.

Camas e travesseiros muito confortáveis com lençóis de algodão puro e edredom de plumas delicioso. Nas mesas de cabeceira e na mesa de trabalho tomadas e entrada USB, várias!!!

O restaurante e bar

O café da manhã é servido a la carte no único restaurante do hotel, serviço impecável e comida excelente. O cardápio não é muito extenso mas contempla as principais opção de café da manhã. Sucos, frutas, panquecas, omeletes feitos de acordo com o gosto do cliente, cesta de pães e torradas muito boas, geléias francesas. E aquele esquema que amo, é só pedir um copo descartável e sair do restaurante com um refil enorme de café para iniciar o dia.

O bar logo na entrada do hotel é lindíssimo e a partir das 16:00 o movimento dele aumenta, é freqüentado não só pelos hóspedes mas também por locais.

Outras ótimas opções de hotéis em Georgetown

The Ritz Carlton Georgetown

Four Season Washington DC

The Avery Georgetown

The Georgetown House Boutique Inn

 

Follow:

Eu amei me hospedar no 1 Hotel Brooklyn Bridge. Foi a primeira vez que me hospedei no Brooklyn e não poderia ter escolhido um hotel melhor. Além de ter a melhor vista de Manhattan aos pés da ponte do Brooklyn.

Desde que me hospedei no 1 Hotel Miami Beach em Miami fiquei encantada com a proposta. Os hotéis foram projetados e construídos seguindo preceitos de sustentabilidade e ecologicamente corretos.

Os restaurantes por exemplo usam fornecedores da região onde estão. Nos quartos os amenities são em embalagens grandes e reutilizáveis, evitando assim gerar lixo plástico desnecessário. Cada quarto tem uma torneira com água triplamente filtrada onde o hóspede pode se servir à vontade. Toda a energia usada no hotel é eólica, 50% da água utilizada é de reuso das chuvas, roupas de banho e cama de algodão orgânico. E uma série de outras medidas legais.

À disposição e sem custo para os hóspedes um Tesla com motorista para viagens até 3 milhas do hotel, usamos muito e o carro elétrico é realmente sensacional.

O 1 Hotel Brooklyn Bridge inaugurou em fevereiro 2017 portando nem todas as áreas estão em funcionamento, o restaurante principal ainda não abriu, a piscina ainda estava fechada durante minha hospedagem, foi inaugurada a poucos dias. E o spa está previsto inaugurar no fim do ano.

1 hotel brooklyn bridgeO Quarto

Tive a oportunidade de conhecer duas categorias de quartos, reservei dois quartos Bridge King e por um equivoco do hotel nos colocaram em andares diferentes. Mesmo os meninos sendo grandes e independentes gosto de ficar em quartos lado a lado nos hotéis.

A gerente do hotel entrou em contato conosco à noite avisando que no dia seguinte mudaríamos de quarto e receberíamos um upgrade, mudamos para uma suíte enorme com o quarto dos meninos ao lado do nosso. Amei o atendimento, em nenhum momento solicitamos upgrade ou qualquer vantagem, apenas pedimos que os quartos fossem lado a lado como solicitado na reserva. Taí, quando o atendimento é bom temos que contar e elogiar.

Todos os quartos tem em comum banheiros super confortáveis, frigobar com ótimas opções, máquina de café Nespresso, iPad para gerenciar as luzes e som dos quartos além de solicitar serviços. Cortinas blackout ótimas, boa acústica mesmo tendo enormes janelas de vidro.

O Lobby

O lobby do 1 Hotel Brooklyn Bridge é tão animado quanto o de Miami. Várias pessoas passam horas trabalhando ou fazendo reuniões nos sofás e na mesa comunitária. Todos os dias é montado um balcão de drinks para o happy hour e a música ambiente é ótima. Cheio de gente bonita, música boa, ambiente lindo e drinks deliciosos, não tem como ser melhor.

Os Restaurantes

O Neighbors é o simpático café que funciona das 6:00 da manhã até as 22:00, serve opções deliciosas de café da manhã, bolos, sorvetes, sanduíches e porções. Tudo feito no hotel ou de fornecedores locais. Os atendentes são uma simpatia e ótimos para nos dar dicas da região. Com mesas num terraço delicioso aberto para o parque.

The 1 Roof Top é o rooftop do momento em NY, com a vista absurda da Brooklyn Bridge e Manhattan, fica lotado todos os fins de tarde, pedida excelente para ver o por do sol.

Em breve o restaurante principal será inaugurado então fiquem de olho. Se tiver a mesma qualidade do de Miami será sensacional.

Indico muito o  1 Hotel Brooklyn Bridge para quem quer ter uma nova experiência em NY, essa região do Brooklyn está cada vez melhor e com mais opções de bares, restaurantes e lojas interessantes. E não esquecendo, a estação do metro mais próxima fica a apenas 600 metros do hotel, rápido e fácil chegar em Manhattan.

Follow: