• Finalmente o e-book Bolos Fáceis e Rápidos ficou pronto! Ele é o resultado de …

    Ler Mais
  • O Lower East Side de Manhattan é cada vez mais um bairro delicioso para se hospedar. …

    Ler Mais
  • O que é SIM Card? Vamos começar do começo, SIM card significa Subscriber Identity …

    Ler Mais
  • Nem cheguei direito de viagem e já fui pesquisar receita de pão pita grego …

    Ler Mais
  • Finalmente minha lista de restaurantes na Liberdade com opções que vão muito alé…

    Ler Mais
  • Até que enfim um post com a lista de cafés e restaurantes em Londres …

    Ler Mais
  • Início » Argentina » Museo Nacional de Arte Decorativo

    Museo Nacional de Arte Decorativo

    Vocês já sabem da minha paixão por museus casas não? O Museo Nacional de Arte Decorativo de Buenos Aires foi uma grata surpresa. Consegui visita-lo durante minha viagem relâmpago da semana passada.

    O museu abre diariamente às 14:00, as entradas custam 20 pesos (achei muito barato), fiz um tour guiado gratuito com duração de 30 minutos. Muito bom para quem quiser saber um pouco mais sobre a família e a construção.

    O museu é a antiga residência da família de Josefina de Alvear e seu marido Matías Errázuriz Ortúzar. O palacete situado na Avenida del Libertador foi construído entre os anos de 1906 e 1916 durante o período que a família morou em Paris em missão diplomática.

    A construção caracteriza um típico hôtel particulier, palacetes urbanos de uso familiar comumente construídos por nobres e famílias da alta burguesia parisiense. A família Alvear Errázuriz trouxe da França e Italia todos os materiais usados na construção. Mármores raros, madeiras, metais, elevadores, modernos sistemas de aquecimento e aspiração central dos ambientes, além de todos artesãos, arquitetos, paisagistas e decoradores europeus para a construção.

    Tapeçarias Gobelins, esculturas de Rodin, pinturas de Manet, El Greco são só um pequeno exemplo do que esse palacete guarda. O Gran Hall foi inspirado nos salões da Inglaterra do século XVI da dinastia Tudor. Os salões destinados às recepções foram decorados em diversos estilos franceses dos séculos  XVII e XVIII, o mobiliário todo trazido da Europa.

    A visita só não foi melhor porque alguns ambientes do palacete estão fechados por falta de verba para conservação e contratação de funcionários. O museu é administrado pelo governo argentino.

    Bonus Track:

    Almoce ou faça uma pausa para um café com doce no gracioso Croque Madame instalado no jardim do museu. O ambiente é um encanto e a comida bem gostosa. Saladas, sanduíches diversos, massas e vinhos estão no cardápio. As mesas externas são uma delícia e a trilha sonora ótima! Por mim teria ficado ali a tarde inteira de bobeira.

    E aqui o snapchat da visita. Ahhh não se esqueçam de se inscrever no canal 😉

    Seguir:

    6 Comentários

    1. Ana Teresa Errico
      1 de abril de 2017 / 09:03

      Como te disse conheço bem BA, mas nunca fui a esse museu, quando eu for, certamente estará nos meus planos. Bem legal!!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    %d blogueiros gostam disto: